Cena do vídeo feito pela organização Sea Sheperd

Cena do vídeo feito pela organização Sea Sheperd

Da Redação/ANDA

A caça de golfinhos no Japão é um evento anual no qual o pescador encurrala os mamíferos marinhos no raso Taiji Cove para matá-los. Mais de 500 golfinhos ficaram presos na enseada e ao menos 100 deles foram mortos ou capturados nessa temporada de matança. As informações são da CNN.

A prática é amplamente condenada no Ocidente, especialmente entre protetores de animais e grupos ambientalistas que consideram o ato cruel. A caça de golfinhos foi tema do documentário The Cove, vencedor do Oscar. Em contraste com os ocidentais, as autoridades japonesas defendem a prática. ”Esta pesca é tradicional no nosso país e é realizada de forma adequada, de acordo com a lei”, disse o político Yoshihide Suga aos repórteres, em uma conferência de imprensa.

“Temos pescadores em nossa comunidade e eles estão exercendo seus direitos de pesca”, acrescentou o prefeito de Taiji, Kazutaka Sangen .”Nós sentimos que temos de proteger os nossos moradores contra as críticas”, concluiu. A linguagem defensiva foi acompanhada pela decisão do governo local de proteger os pescadores das câmeras de jornalistas e grupos ocidentais, como a Sea Shepherd Conservation Society, que, no passado, gravou a morte dos animais.

Este ano, o grupo só conseguiu capturar imagens dos golfinhos enquanto tentavam escapar de seus caçadores humanos antes de serem assassinados. Embora o governo tenha impedido que as câmeras registrassem a morte dos animais, eles não foram capazes de conter o sangue que se espalhou pela enseada.