THIAGO ITACARAMBY/ECOPENSAR

A advogada e educadora canina, Emmanuelle Moraes, há tempos não compra uma única blusinha sequer. O motivo? Um auto-desafio de ficar meses sem comprar absolutamente nada para provar para si mesma e para quem mais quiser ver que é possível se vestir bem com o armário que tem e ser uma consumidora consciente sem abrir mão do estilo.

Segundo a educadora canina, a ideia surgiu com a preocupação para o qual o Planeta está sendo levado devido às interferências humanas aos recursos naturais. “Tudo isso foi o que mais me motivou. Além disso, existe também o respeito e amor que sinto pelas matas, animais, enfim, por aquilo que compõe o meio ambiente”, considera.

A consumidora consciente comenta que está sempre buscando a evolução constantemente. “Hoje já não sou quem era antes, amanhã já não sou a mesma de hoje”, afirma. Emmanuelle diz que sua relação com o “natural” é desde pequena e a questão do lixo é algo cultural que vem de muito tempo.

Ela revela que não é de seguir tendências de moda pelo fato de possuir estilo próprio, o que, de fato, compõe sua personalidade ao invés do modismo. Emmanuelle diz que possui peças “chaves” e de qualidade em seu guarda-roupa, que, combinadas com outras composições mantém um visual bacana e o que é melhor está sempre bem vestida.

“Permanecer um grande tempo sem ter que me render a sedução do consumo mostrou-me que é bem mais fácil do que eu imaginava. Ficar sem comprar roupas, e, ao mesmo tempo continuar bem vestida e manter o visual descolado trouxe mais alegria e equilíbrio para mim e para o Planeta”, avalia a educadora canina.

A dica da consumidora consciente é optar pelo simples e pelo natural. Ela comenta que um vestido usado na sua gestação há 15 anos atrás hoje em dia é usado como bata e com calça jeans. “Outra dica é optar por fibras naturais, como algodão no lugar de sintéticos. Além de ser mais gostoso, é uma maneira ecológica de se vestir bem”, garante.

About The Author

Thiago Itacaramby é jornalista diplomado e especialista em Marketing. Possui experiências profissionais nos setores público e privado. Atua em órgãos não governamentais ligados ao meio ambiente e possui conhecimentos na elaboração de projetos. Estudante de Gestão Ambiental no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).

Related Posts