Do campo para a mesa: agricultor familiar tem forte participação no processo. Foto: Paulo de Araújo/MMA

Do campo para a mesa: agricultor familiar tem forte participação no processo. Foto: Paulo de Araújo/MMA

Governo federal discute com sociedade iniciativas de apoio à agricultura familiar

Sophia Gebrim/MMA

Como parte das iniciativas governamentais de apoio à agricultura familiar tradicional, sustentável e inclusiva, a unidade Semiárido da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) promove, na cidade de Petrolina (PE) em parceria com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), o Workshop Agrobiodiversidade e Agroecologia no Nordeste. O encontro, que começou nesta quarta-feira (15/05) e segue até a sexta (17/05), avaliará programas em andamento de apoio à essas práticas agrícolas, estabelecer estratégias de parceria e articular a elaboração de propostas para a Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica.

A técnica do Departamento de Agroextrativismo da Secretaria de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Cláudia de Souza, explica que o encontro é um dos cinco eventos que o MMA pretende realizar em parceria com a Embrapa. “Serão reuniões em cada uma das regiões brasileiras com o objetivo de estabelecer estratégias de parceria na Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica”, diz. O governo federal pretende submeter o tema à sociedade, com propósito de elaborar um plano nacional, previsto para ser lançado nos próximos meses, com ações de fortalecimento ao uso sustentável dos recursos naturais e da oferta e consumo de alimentos orgânicos.

SUSTENTABILIDADE

O papel dos agricultores familiares como fortalecedores da produção orgânica e de base ecológica também foi destacada. “Com esses encontros pretendemos promover o desenvolvimento dos agricultores familiares e dos assentados da reforma agrária, em bases sustentáveis, a partir da promoção de processos de pesquisas participativas, descentralizadas e com enfoque na agrobiodiversiade e agroecologia, levando em conta critérios de sustentabilidade ambiental”, acrescenta Cláudia de Souza. “Existem hoje, no Brasil, mais de 200 mil famílias inseridas na atividade de produção orgânica e agroecológica, daí a importância de políticas públicas que potencializem essas atividades”.

O desenvolvimento de comunidades de agricultores familiares no Piauí por meio do gergelim orgânico, pesquisas para avaliação e seleção de variedades tradicionais (crioulas) de milho junto aos agricultores familiares da Paraíba e manejo comunitário da agrobiodiversidade para o desenvolvimento sustentável de comunidades rurais do semiárido brasileiro também serão discutidos no encontro. O Macroprograma 6 da Embrapa – iniciativa de apoio ao desenvolvimento da agricultura familiar e à sustentabilidade do meio rural, também será foco dos debates.

Além de MMA e Embrapa, participam do evento representantes dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Desenvolvimento Agrário (MDA), Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e da sociedade civil.

About The Author

Noticiar o pensamento ecológico! Trazendo até vocês notícias e ideias que fazem a diferença para o meio ambiente e para a humanidade.

Related Posts