As hortas verticais podem suprir a demanda de alimentos da população do país asiático.  Foto :Divulgação/Ministry National of Development of Singapore

As hortas verticais podem suprir a demanda de alimentos da população do país asiático.
Foto :Divulgação/Ministry National of Development of Singapore

Redação Ciclovivo

As autoridades públicas de Singapura vêm estimulando os agricultores a construírem projetos de hortas verticais. A medida tem por objetivo instalar duas mil torres de produção agrícola, a fim de driblar a falta de terras apropriadas para o cultivo de alimentos no país, um dos fatores causados pela urbanização descontrolada.

As hortas verticais são construídas em torres, que têm capacidade para fornecer cerca de 150 quilos de alimentos por mês à população. Uma das hortas que fazem parte da ação do governo foi construída em uma periferia, com um moderno sistema que permite a produção eficiente de alimentos: assim, o complexo é formado por torres de nove metros de altura, que ocupam uma área de 35 mil metros quadrados.

No local, os vegetais se desenvolvem em prateleiras móveis, as quais permitem que todas as plantas tenham acesso à irrigação e aos raios de sol. De acordo com o G1, cada torre de plantação vertical custa 15 mil dólares, e, até agora, foram construídas 500 em todo o território.

As hortas verticais, que já fazem sucesso entre os habitantes do país asiático, deverão ficar mais comuns no mundo todo nos próximos anos, principalmente porque os custos de implantação tendem a abaixar futuramente.

Dickson Despommier, pesquisador da Universidade da Columbia, nos Estados Unidos, acredita que a queda de preços acompanhará o aperfeiçoamento do sistema. “As tecnologias para hortas verticais não estão num futuro muito distante. Daqui a um tempo, os processos serão tão eficientes quanto a geração de energia solar”, declarou Despommier ao jornal The World.

About The Author

Noticiar o pensamento ecológico! Trazendo até vocês notícias e ideias que fazem a diferença para o meio ambiente e para a humanidade.

Related Posts