Cartaz do Seminário sobre o Novo Código Florestal

Cartaz do Seminário sobre o Novo Código Florestal

Fonte: ASCOM Senar/MT

Os novos desafios do produtor rural perante as regras impostas pelo Código Florestal Brasileiro recém aprovado (Lei 12.651/12) será a discussão que norteará a palestra do Especialista em Legislação Ambiental, Rodrigo Justus, programada para ocorrer durante o “Seminário Novo Código Florestal – O impacto para o produtor rural”, realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com os Sindicatos Rurais e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado (Famato).

O ciclo de nove eventos terá início nessa segunda-feira (18.02), com a realização do seminário no município de São José dos Quatro Marcos (314 km de Cuiabá), às 09h00, na sede do Sindicato Rural e a noite, às 19h00, no salão da Multifestas, em Campo Novo do Parecis (396 km da Capital). “Vamos fazer uma comparação sobre a situação da área rural com a vigência do antigo Código Florestal e agora. Debateremos como o produtor rural deve proceder com as novas regras”, explica Justus, que também é consultor jurídico da Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e do Setor Florestal.

Entre as mudanças trazidas com o Novo Código Florestal o especialista aponta: o uso racional do solo e da água como requisito à consolidação de uso em Áreas de Preservação Permanente (APP’s), criação do Cadastro Ambiental Rural Federal (CAR) e dos Programas de Regularização Ambiental (PRA’s). “Estes programas associados ao CAR, possibilitarão a regularização ambiental de todas as propriedades rurais, caso contrário eles correm risco de não poderem operar crédito rural”, alerta Justus.

Os organizadores do seminário estão com grande expectativa para o evento. “Esse é um tema importantíssimo não só para os produtores rurais como para a sociedade em geral”, avaliou o presidente do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis, Alex Utida, que recepciona os participantes do seminário na noite de segunda-feira. “Os produtores estão fazendo o seu papel, conhecendo a legislação para se adequarem às novas regras, entretanto isso precisa ser seguido pelos órgãos competentes, para que não soframos com a ineficiência”, criticou Utida.

Na terça-feira (19), o seminário será realizado pela manhã na sede do Senai, em Juína (740 km de Cuiabá)  e a noite no Centro de Eventos, em Colíder (a 700 km). Toda a programação do evento se encontra no final do texto.

Em Sinop, o evento ocorrerá dentro da programação do “Dia de Campo”, realizado pela Embrapa e Famato, na sede da Embrapa Agrossilvipastoril, os interessados podem fazer a inscrição no local. Nos demais eventos, é preciso garantir a participação, pelo site  www.senarmt.org.br, onde é possível saber mais sobre o Seminário “Novo Código Florestal – O impacto para o produtor rural”.

O Senar-MT é uma instituição de ensino rural, que está presente em todos os municípios de Mato Grosso atuando em parceria com os 86 sindicatos rurais e prefeituras. Faz parte do Sistema Famato, assim como a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea-MT). Siga@senar_mt e curta a Fan Page (http://www.facebook.com/SenarMt) para ter acesso a mais informações da entidade.

 

Programação:

Seminário “Novo Código Florestal – O impacto para o produtor rural”

 

DIA

MUNICÍPIO/LOCAL

HORARIO

18/02  São José dos Quatro Marcos – sede do sindicato rural 09h00
18/02 Campo Novo do Parecis – salão da Multifestas 19h00
19/02 Juína – Senai 09h00
19/02 Colíder – Centro de Eventos 19h00
20/02 Barra do Garças – Anfiteatro “Fernando Peres de Faria” – Prefeitura 09h00
20/02 Querência – Centro de Tradições Gaúchas da cidade (CTG) 19h00
21/02 Rondonópolis – salão do Parque de Exposições 09h00
21/02 Cuiabá – auditório do Senar-MT 19h00
22/02 Sinop – Dia de Campo da Embrapa e Famato 09h00