Redação Ciclovivo

As grandes construções modernas, mesmo aquelas que seguem padrões sustentáveis, são normalmente feitas em concreto e aço. No entanto, o arquiteto norte-americano Michael Charters, acredita que a madeira seja um material mais adequado, por isso planejou um grande edifício, chamado de “Big Wood”.

O projeto foi desenvolvido com o intuito de participar da competição internacional Skyscraper eVolo, na edição de 2013 e, apesar de não ter vencido o concurso, foi um dos grandes destaques pelo uso do material alternativo.

As construções são grandes vilãs ambientais e representam 39% de todas as emissões de carbono geradas pelo homem. No entanto, Charters acredita que o uso da madeira poderia reduzir significativamente estes impactos. Esta matéria-prima pode ser usada em grandes e pequenas construções, mantendo a qualidade da estrutura.

Em termos ambientais, os benefícios funcionam da seguinte forma: as árvores, durante seu crescimento, sequestram carbono, que permanece armazenado em seu interior mesmo quando a madeira é utilizada como material de construção. De acordo com o site norte-americano Inhabitat, a madeira pode ser aplicada em prédios com até 30 andares.

O “Big Wood” criado por Charcters foi pensado para funcionar como um complexo universitário de uso misto, instalado ao longo do rio Chicago, na cidade estadunidense de mesmo nome. A estrutura deve oferecer apartamentos, espaços comerciais, uma biblioteca e áreas verdes usadas para o lazer. A proposta do arquiteto é de que este projeto sirva de inspiração para uma nova era arquitetônica. Com informações do Inhabitat.