Foto: Youtube/Divulgação

Foto: Youtube/Divulgação

Uma equipa de mergulhadores encontrou junto da costa da Turquia uma bolha gelatinosa do tamanho de um carro. É um avistamento raro. Serão ovos de uma lula-voadora-vermelha?

Redação Observador

Uma equipa de mergulhadores deparou-se com um estranho avistamento no mar Mediterrâneo, junto à costa da Turquia. Tratava-se de uma bolha “gelatinosa” que continha no seu interior ovos que os especialistas pensam pertencer à espécie lula-voadora-vermelha. Apesar da substância ter o tamanho de um carro, é um avistamento extremamente raro, explica a National Geographic.

“Sabemos que algumas das espécies da família [da lula-voadora-vermelha] põem ovos em massa que se parecem muito [com as do vídeo]”, conta Michael Vecchione, especialista em lulas, da Administração Nacional do Oceano e da Atmosfera, nos Estados Unidos.

Pensa-se que a grande superfície gelatinosa pertença a este tipo de lula por se tratar da maior espécie deste animal no Mediterrâneo. A lula-voadora-vermelha pode atingir os 1,5 metros de comprimento e os seus ovos são embutidos na referida substância viscosa que pode aumentar e atingir tamanhos enormes.

Esta expansão protege os ovos de potenciais predadores e de parasitas, permitindo o seu desenvolvimento com mais espaço e oxigênio. Mas o avistamento desta estranha substância é raro. Normalmente encontram-se demasiado longe da costa e a uma grande profundidade e é bastante “efémero” já que os ovos chocam muito rapidamente.

Veja aqui o vídeo: