Por Maria Luciana Ricón/MegaCurioso

Você já deve ter ouvido falar a respeito das supernovas, certo? Elas são explosões de estrelas supermassivas que, geralmente, contam com massas dez vezes superiores à do nosso Sol. Esses eventos acontecem depois que os astros consomem todo o seu combustível ou, ainda, quando os seus núcleos entram em colapso — e, portanto, marcam as suas “mortes”.

Além disso, as supernovas estão entre as maiores explosões que ocorrem na natureza e resultam na liberação de ondas de choque que podem viajar por diversos anos-luz através do cosmos. Pois, de acordo com a NASA, seus astrônomos conseguiram capturar o flash superbrilhante de uma supernova pela primeira vez — e a agência espacial inclusive criou uma animação para mostrar como essas explosões acontecem. Veja a seguir:

Explosão espetacular

Segundo a NASA, a animação mostra o flash inicial e posterior explosão de uma gigante vermelha chamada KSN 2011D que se encontrava a mais de 1 bilhão de anos-luz do sistema solar. A estrela contava com um diâmetro cerca de 500 vezes maior do que o nosso Sol e produzia um brilho 20 mil vezes mais intenso. De acordo com a agência espacial, seu colapso produziu uma supernova do tipo 2.

30163630841808

Para você ter uma ideia, a energia liberada pela supernova gerou uma onda de choque inicial cujo brilho foi 130 milhões de vezes superior ao emitido pelo nosso Sol. Aliás, conforme explicaram os astrônomos, a onda de choque em si durou apenas 20 minutos, mas a explosão continuou crescendo em intensidade por 14 dias e, em seu ápice, alcançou um brilho 1 bilhão de vezes mais intenso do que o produzido pela nossa estrela.

O brilho foi capturado pelo Kepler em 2011, juntamente com o colapso de uma segunda estrela supermassiva — localizada a 700 milhões de anos-luz do sistema solar e com diâmetro 300 vezes superior ao do nosso Sol. Contudo, apesar de o telescópio ter registrado a explosão só agora, a verdade é que a KSN 2011D “morreu” há mais de um bilhão de anos! Como a supernova ocorreu tão longe, a luz emitida demorou todo esse tempo para viajar até nós.