Homem fugiu depois de ser flagrado com pescado irregular (Foto: Denise Soares/G1)

Homem fugiu depois de ser flagrado com pescado irregular (Foto: Denise Soares/G1)

Denise Soares do G1 MT

Suspeito transportava pescado irregular de Barão de Melgaço para Cuiabá.
Policiais tiveram que atirar no pneu do carro e veículo rodou na pista.

Mais de 180 quilos de pescado irregular foram apreendidos na noite desta segunda-feira (18) na região do Aricá, em Santo Antônio do Leverger, a 35 quilômetros de Cuiabá. A Polícia Ambiental de Cuiabá recebeu a denúncia de que um homem estaria transportando o pescado e iria levar para a capital. O suspeito foi abordado em uma zona rural, no entanto, furou a barreira policial e conseguiu fugir.

As informações da denúncia são de que o suspeito teria adquirido o pescado em Barão de Melgaço, a 121km da capital, e fazia o papel de ‘atravessador’. Fiscais da Secretaria de Meio Ambiente e Polícia Ambiental fizeram uma barreira na estrada após identificar que o suspeito passaria pelo local em um carro alugado.

PM apreendeu veículo que tinha sido alugado pelo suspeito. (Foto: Denise Soares/G1)

PM apreendeu veículo que tinha sido alugado pelo suspeito. (Foto: Denise Soares/G1)

“Ele não obedeceu a ordem de parada quando viu nossa equipe e ainda tentou jogar o veículo pra cima de nós. Tivemos que disparar no pneu traseiro do veículo”, disse ao G1 o sargento da PM Ambiental da capital, Hugo Santana Rodrigues.

Em seguida, o carro rodou na pista, o suspeito saiu do veículo e correu em direção ao matagal da região. “Encontramos 182 quilos de pescado das espécies cachara e pintado, todos sem cabeça”, completou o sargento. Ainda conforme a PM, o suspeito não foi localizado na região, porém, ele já foi identificado pela polícia, já que dentro do carro os fiscais encontraram o contrato de locação do veículo feito no nome dele com uma empresa de Cuiabá.

“Há três meses esse homem já foi preso com mais de 600 quilos de pescado irregular, sempre usando carros alugados. Na época ele pagou fiança e foi liberado”, disse. O pescado e o veículo foram encaminhados para a Delegacia de Meio Ambiente, no Bairro Carumbé, onde vão passar por perícia. Os peixes serão doados a entidades filantrópicas da capital.

Piracema
O período de defeso da piracema começou em Mato Grosso no dia 1º de novembro nos rios da bacia hidrográfica do Araguaia e no dia cinco de novembro, nos rios das bacias hidrográficas do Paraguai e Amazonas. Nesse período, que vai até 28 de fevereiro de 2013, fica proibida a pesca no estado, inclusive, na modalidade pesque e solte.

Para os infratores que forem flagrados desrespeitando o período de defeso da piracema, as penalidades previstas vão desde multa até a detenção. A multa para quem for pego sem a Declaração de Estoque de Pescado ou praticando a pesca depredatória está definida na Lei 9096, e varia de R$ 1 mil a R$ 100 mil.