Morcego do recém-criado gênero 'Niumbaha', identificado no Sudão do Sul (Foto: Divulgação/ZooKeys)

Morcego do recém-criado gênero ‘Niumbaha’, identificado no Sudão do Sul (Foto: Divulgação/ZooKeys)

Animal tem manchas parecidas com as do panda, mas não tem parentesco. Novo gênero foi descoberto no Sudão do Sul, país africano criado em 2011.

Do G1, em São Paulo

Pesquisadores identificaram um novo gênero de morcegos no Sudão do Sul, país africano que se tornou independente em 2011 e é um dos mais “jovens” do mundo. Chamado deNiumbaha, o gênero foi descrito graças a um espécime coletado na região, que possui manchas e listras parecidas com as de um panda pela cabeça, rosto e corpo. Apesar da semelhança física, o morcego não tem parentesco com os pandas.

A descrição do novo gênero foi publicada na última semana pelo periódico científico “Zookeys”. O exemplar recentemente coletado foi encontrado por uma cientista da Universidade Bucknell, nos Estados Unidos, e sua equipe. Ela identificou o animal junto com colegas do Museu Nacional de História Natural dos EUA e da Universidade Islâmica em Uganda, na África.

Cabeça e rosto de espécie de morcego 'Niumbaha superba' (Foto: Divulgação/ZooKeys)

Cabeça e rosto de espécie de morcego
‘Niumbaha superba’ (Foto: Divulgação/ZooKeys)

“Eu me senti imediatamente atraída pelos padrões de listras e manchas no morcego”, disse a pesquisadora DeeAnn Reeder, uma das autoras do estudo, em entrevista ao site da Universidade Bucknell.

Após retornar aos Estados Unidos com um exemplar do morcego, ela percebeu que o animal era similar a outro capturado na República Democrática do Congo em 1939, mas batizado há anos como Glauconycteris superba. DeeAnn e seus colegas avaliaram que o animal novo não se encaixava ao gênero ao qual estava “alocado”, o Glauconycteris.

“Suas características de crânio, de asas, o tamanho, as orelhas – praticamente tudo que você vê no novo animal não se encaixa [com o gênero anterior]. Este animal é tão único que decidimos criar um novo gênero”, disse DeeAnn à Universidade Bucknell. Com a criação da nomenclatura, a espécie do animal coletado no Sudão do Sul foi rebatizada paraNiumbaha superba.

“Para mim, a descoberta é importante porque joga luz na importância biológica do Sudão do Sul e traz pistas de como a nova nação tem coisas importantes a serem encontradas. Há muito o que conhecer e há muito o que proteger no Sudão do Sul”, disse o cientista Matt Rice, um dos autores da pesquisa, ao site da Universidade Bucknell.

O nome Niumbaha quer dizer “raro” em zande, língua do povo na região onde o morcego foi encontrado.

Morcego da espécie 'Niumbaha superba' com as asas abertas (Foto: Divulgação/ZooKeys)

Morcego da espécie ‘Niumbaha superba’ com as asas abertas (Foto: Divulgação/ZooKeys)

 

About The Author

Noticiar o pensamento ecológico! Trazendo até vocês notícias e ideias que fazem a diferença para o meio ambiente e para a humanidade.

Related Posts