CICLO VIVO

Realizada no bairro mais populoso da Cidade do México, a campanha de desarmamento “Por tu familia, desarme voluntario” convida os cidadãos que possuem armas de fogo a trocá-las por bicicletas. Desde esta segunda-feira (31), mais de 200 bikes foram entregues aos participantes da campanha.

No lugar de um gatilho, dois pedais: esta é a iniciativa que as autoridades públicas da Cidade do México tomaram para incentivar o desarmamento dos moradores do bairro de Iztapalapa, uma das localidades mais perigosas da capital mexicana.

A ação foi alavancada depois que um garoto morreu dentro de um cinema do bairro, em consequência de uma bala perdida. Iztapalapa é a segunda área com maior índice de criminalidade da Cidade do México. Até agora, mais de 200 armas foram recolhidas e trocadas pelas bikes.

No entanto, nem todos os mexicanos acreditam que a campanha de desarmamento diminuirá as altas taxas de criminalidade. Até mesmo a junta militar, órgão responsável por recolher e destruir as armas, duvida da eficiência do projeto, já que a maior parte das armas entregues eram antigas e pertenciam às famílias que preferiram ganhar uma bicicleta.

A ação, realizada pela Secretaria Nacional de Defesa, pela Procuradoria Federal do Consumidor e pela Secretaria de Segurança Pública da Cidade do México, também recolheu as armas de brinquedo que estavam à venda nos mercados, e vai ser implantada em outros bairros da capital mexicana ainda em janeiro.

Neste mês, também haverá uma campanha para recolher os brinquedos de apelo violento, que serão trocados por jogos didáticos e entregues às crianças que participarem da iniciativa. Além das bikes, a campanha de desarmamento também entrega dinheiro, computadores e brinquedos.

About The Author

Thiago Itacaramby é jornalista diplomado e especialista em Marketing. Possui experiências profissionais nos setores público e privado. Atua em órgãos não governamentais ligados ao meio ambiente e possui conhecimentos na elaboração de projetos. Estudante de Gestão Ambiental no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).

Related Posts