Peyton Robertson mostra como funciona sua invenção (Foto: Divulgação)

Peyton Robertson mostra como funciona sua invenção (Foto: Divulgação)

O pequeno Peyton Robertson criou uma barricada mais leve e impermeável do que os tradicionais sacos de areia

Redação Revista PEGN

Dizem que a necessidade é o melhor combustível para as grandes invenções. E o menino Peyton Robertson é uma prova disso. Morador da Flórida, estado americano com grande índice de furacões e tempestades, ele criou algo para proteger a sua casa e a dos vizinhos dos danos causados pelas enchentes.

Em caso de chuva forte, muros formados de sacos de areia costumam ser usados como barricada quando a água sobe. Mas não é fácil para um garoto dessa idade carregar tanto peso. Por isso, ele criou sacos mais leves e mais eficientes.

Sua invenção é composta de sal e um polímero que expande quando é molhado. Bem mais leves e impermeáveis que os de areia, os sacos criados pelo garoto permitem maior agilidade para evitar desastres em uma vizinhança inundada, o que também pode ser bem útil para países tropicais, como o Brasil.

Para utilizar esses sacos, basta amontoá-los e molhá-los com uma mangueira, fazendo com que os polímeros se expandam e solidifiquem. Cheios, eles formam um verdadeiro muro contra a invasão da água da chuva.

Essa invenção rendeu a Peyton o grande prêmio do Desafio Jovem Cientista, um cheque de US$ 25 mil e uma viagem para a Costa Rica. O que ele fará com o dinheiro? Ele garantiu que guardará para faculdade, mais uma sábia decisão desse menino-prodígio.