Este slideshow necessita de JavaScript.

Redação Ciclovivo

Tippi Degré é uma menina que ficou mundialmente conhecida como “Mogli da vida real”, em referência ao personagem infantil que cresceu em meio aos lobos e outros animais. De família francesa, Tippi passou a maior parte de sua vida convivendo com animais selvagens na Namíbia.

Devido ao trabalho dos pais, fotógrafos da National Geographic, a “menina Mogli” nasceu no continente africano. Esse contato bastante próximo à natureza fez com que ela desenvolvesse relações de extrema proximidade com animais que normalmente não têm contato direto com humanos.

O documentário feito sobre essa curiosa história mostra Tippi com menos de sete anos tendo como amigos um elefante, uma onça, uma cobra, entre outros animais, que a menina costuma chamar pelo nome. As imagens comprovam a extrema familiaridade entre as espécies e total sintonia da menina com os animais e as comunidades que habitam a Namíbia.

A liberdade oferecida pela vida selvagem foi constante durante os primeiros onze anos de vida de Tippi, que nasceu em 1990. O cenário mudou quando, aos 11 anos, ela voltou a morar em Paris, juntamente com seus pais. A vida das crianças que cresceram na cidade grande era bastante diferente daquela a que ela estava acostumada, por isso, Tippi deixou a escola e voltou a ser educada em casa.

Aos 16 anos de idade a jovem foi convidada a retornar à sua terra natal para ser parte de uma série de documentários feita pela Discovery Channel. Atualmente Tippi está de volta à França, onde estuda cinema. Além dos vídeos, a história foi registrada no livro “My book of Africa”, em que é possível sentir um pouco daquilo que a menina vivenciou. Em um dos trechos ela fala sobre a relação fraterna que existia entre ela e os animais: “Eu falo com eles em minha cabeça, ou através dos meus olhos, do meu coração ou da minha alma, e eu sei que eles entendem e me respondem”.

Assista ao documentário (em francês):