Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Com mais de dois mil metros de profundidade, essa é a caverna mais profunda que o homem já conseguiu desbravar

Por Fabrízia Ribeiro/Megacurioso

Na região do Cáucaso, se esconde a caverna mais profunda de que se tem notícia no mundo. De difícil acesso, Krubera-Voronya tem uma única entrada que fica a 2.240 metros de altitude e a 15 quilômetros do Mar Negro, na Geórgia. A formação foi descoberta em 1963 por uma equipe de espeleólogos georgianos, que batizaram a caverna. Porém, naquele momento, eles exploraram apenas 57 metros de profundidade da caverna.

Foi preciso mais uma série de expedições até o local para que o homem pudesse chegar a lugares cada vez mais isolados e obscuros dentro da caverna. Foi somente em 2001 que a formação recebeu o título de caverna natural mais profunda do mundo após uma expedição da Associação Ucraniana de Espeleologia.

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Os corajosos especialistas que aceitaram o desafio de desbravar o local registraram algumas dessas expedições. Eles relatam que, depois de certa profundidade, o local se torna frio, totalmente escuro e sem vegetação. Em um estudo realizado pela bióloga portuguesa Ana Sofia Reboleira, que acompanhou uma das expedições, ela revelou que existe “uma comunidade subterrânea interessante, vivendo abaixo de dois mil metros e representada por mais de 12 espécies de artrópodes, incluindo muitas espécies novas para a ciência”.

Veja mais algumas imagens incríveis dos especialistas que já passaram pelo local e confira um vídeo realizado por três espeleólogos lituanos quando, em 2010, eles alcançaram o sifão “Dva Kapitana”, uma das partes mais profundas da caverna.

Entrada única

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Descida

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Acampamento

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Em profundidade

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Espeleólogos ucranianos

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

Fonte da imagem: Reprodução/Epoch Times

O vídeo