Livro Insetos do Brasil

Livro Insetos do Brasil

Por Camila Leonel – Ascom do INPA

O livro “Insetos do Brasil: Diversidade e taxonomia” recebeu o prêmio Alexandre Rodrigues Ferreira, que é concedido pela Sociedade Brasileira de Zoologia ao melhor livro publicado na área de zoologia no período de 01 de novembro de 2011 a 31 de outubro de 2013.

A obra tem como um dos cinco organizadores o pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), José Albertino Rafael, que é bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq. O prêmio foi concedido na abertura do XXX Congresso de Brasileiro de Zoologia realizado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, de 4 a 9 de fevereiro, em Porto Alegre (RS).

Para o professor José Albertino Rafael, é uma grande honra receber o prêmio, por representar o reconhecimento de uma grandiosa obra, que levou nove anos para ser concluída e que em todo o processo primou pela qualidade para atender a comunidade acadêmica e interessados em estudar a entomologia (estudos dos insetos).

“A Sociedade Brasileira de Zoologia viu no livro a qualidade necessária para que ele atenda aos anseios dos entomólogos brasileiros e aos alunos da graduação. O livro também atende muito bem os alunos de pós-graduação que nós temos nas universidades do país”, disse o pesquisador.

Lançado em 2012, o “Insetos do Brasil” conta com 71 autores que, em 43 capítulos (810 páginas e 1.769 figuras), falam sobre as 30 ordens de insetos encontradas no país. José Albertino frisou que esse é um livro que conta, na sua maioria, com especialistas brasileiros. Dentre esses 71 autores, nove, entre pesquisadores e estudantes, realizam estudos no Inpa.

Conforme o José Albertino, foram convidados especialistas para escrever os diferentes capítulos, de acordo com a especialidade de cada um, e deu-se preferência aos especialistas brasileiros. Para os grupos em que não se tinha especialistas no país, buscou-se estrangeiros. “Mas podemos dizer que a obra é feita com a maioria de pesquisadores brasileiros e espero que esse livro, no futuro, sirva de estímulo para que nos grupos em que nós não temos especialistas no Brasil, venhamos a formar especialistas e que em futuras edições todo o livro seja composto por autores brasileiros”.

A primeira edição do livro é um volume único. Foi publicada pela editora Holos e teve uma tiragem de 10 mil exemplares prevendo uma boa aceitação no mercado nacional. A obra contou também com financiamento do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas. (Fapeam).

A expectativa do organizador é que o livro atenda o mercado por pelo menos mais cinco anos. A ideia é que quando esgotar a edição atual lançar uma nova atualizada e revista acrescentando informações, fotos coloridas de todas as famílias que ocorrem no Brasil e enriquecer ainda mais a obra se comparado com a edição que está no mercado.