Caçadores morreram depois de troca de tiros com guardas florestais.
Animal foi caçado ilegalmente dentro de um santuário para a vida selvagem.

Por G1/Reuters

Dois homens que praticavam caça ilegal de rinocerontes no Santuário Pobitora para a Vida Selvagem, no nordeste do estado de Assam, na Índia, foram mortos durante uma troca de tiros com guardas florestais nesta quarta-feira (26).

De acordo com a mídia local, eles mataram um rinoceronte-indiano, espécie que tem apenas um chifre. De acordo com a organização ambiental Fundo Mundial para a Natureza (World Wide Fund for Nature – WWF), existem cerca de 3 mil exemplares da espécie no mundo.

O animal foi encontrado com o chifre arrancado. Essa prática costuma estar relacionada ao comércio ilegal desse tipo de material.

Dois caçadores foram mortos em confronto com guardas florestais (Foto: Reuters)

Dois caçadores foram mortos em confronto com guardas florestais (Foto: Reuters)

Rinoceronte foi encontrado sem o chifre em santuário na Índia (Foto: Reuters)

Rinoceronte foi encontrado sem o chifre em santuário na Índia (Foto: Reuters)