O “Espaço Recicle” teve início em 2010 e conta com unidades em Santa Catarina e Rio de Janeiro. Agora a iniciativa estuda sua implementação em Minas Gerais. A ideia partiu da Novo Ciclo e é uma solução inovadora para o descarte de lixo, onde a população pode entregar seus materiais recicláveis, já separados, em troca de pontos.

Esses são creditados em um cartão de recompensas e, quando acumulados, podem ser convertidos em benefícios como produtos variados, descontos em contas de água, luz ou IPTU e até doações para entidades sem fins lucrativos.

Os pontos de coleta são ambientados em containers adaptados e recebem resíduos como papéis, plástico, metal, vidro, embalagens longa vida, isopor, lâmpadas fluorescentes, óleo de cozinha, pilhas, baterias e lixo eletrônico.

Nesses espaços, também é possível contar com a ajuda de agentes ambientais para esclarecer dúvidas e orientar a população.

O êxito da iniciativa, segundo seus organizadores, se fundamenta na articulação das responsabilidades compartilhadas de governos, cooperativas, ONGs, empresas e da sociedade civil, além de somar-se à nova Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Seu sucesso se traduz em dados como o do Espaço Recicle de Coqueiros, em Florianópolis, que em 2010 recebeu uma quantidade de resíduos equivalente a 43% do total recolhido pela coleta seletiva do bairro.

About The Author

Thiago Itacaramby é jornalista diplomado e especialista em Marketing. Possui experiências profissionais nos setores público e privado. Atua em órgãos não governamentais ligados ao meio ambiente e possui conhecimentos na elaboração de projetos. Estudante de Gestão Ambiental no Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT).