Desenvolvido para no máximo dois ocupantes e trajetos curtos. | Foto: Divulgação

Desenvolvido para no máximo dois ocupantes e trajetos curtos. | Foto: Divulgação

Redação Ciclovivo

O Japão é um dos líderes em pesquisas tecnológicas, por isso grandes novidades em eletrônicos em geral surgem no país. Um dos maiores eventos que abrigam as invenções é o Salão de Tóquio. No local, são exibidos diversos protótipos e carros-conceito, como é o caso do minicarro Kobot.

Fabricado pela empresa japonesa Kowa Tmsuk, o veículo é uma junção de robô transformer com carro. Desenvolvido para no máximo dois ocupantes e trajetos curtos, o modelo foi inspirado nas grandes cidades, que possuem cada vez menos espaço nas ruas.

Dentre os modelos, há um dobrável, para ocupar ainda menos espaço. Com banco retrátil e travas da direção que são ativadas pelo smartphone, a capacidade transformer permite ao proprietário travar o minicarro enquanto realiza tarefas.

A companhia Kowa Tmsuk busca trazer uma realidade que ainda é distante até mesmo para a população japonesa. Especializada em minicarros elétricos e futuristas, a Kowa uniu-se a chinesa Tmsuk para desenvolver os robôs. Os modelos da marca utilizam bateria de lítio importado do Chile.

Os automóveis foram projetados para se misturarem às pessoas, em feiras, shoppings e calçadas de pedestres, por isso não ultrapassam mais do que 30 Km/h.

Para o diretor da Kowa, Yoshito Serita, apesar do esforço da marca a falta de estrutura para os elétricos é um problema no país. “Ainda há poucos postos de recarga no Japão. O principal problema é que empresas particulares não podem criar postos porque a energia elétrica aqui só é provida pelo governo, ficamos na dependência do estado”, ressalta. Com informações do Sp Virtual Tuning e Techtudo.

About The Author

Noticiar o pensamento ecológico! Trazendo até vocês notícias e ideias que fazem a diferença para o meio ambiente e para a humanidade.

Related Posts