2015 já é um dos mais floridos das últimas duas décadas. | Foto: Juan Benavente Baghetti/Flickr

2015 já é um dos mais floridos das últimas duas décadas. | Foto: Juan Benavente Baghetti/Flickr

A mudança drástica na paisagem é consequência do fenômeno climático, que aumenta a quantidade de chuva na região.

Redação CicloVivo

O deserto do Atacama, no Chile, é conhecido como um dos lugares mais secos em todo o planeta Terra. Mas, em consequência do fenômeno climático El Niño, a paisagem que, normalmente, é uma imensidão de sal e areia, virou um mar de flores.

A mudança acontece esporadicamente. O fenômeno provoca chuvas muito acima da média para a região, o que ativa as sementes enterradas profundamente no solo. O resultado é um tapete colorido gigante, que faz o Atacama ficar conhecido como o Deserto Florido.

21571234649_7a8ed93bd0_z

De acordo com os especialistas, este ano já é um dos mais floridos das últimas duas décadas. O florescimento começa em meados de setembro e permanece até meados de novembro, durante a primavera.

Entre as flores que brotam no Atacama, três espécies são as mais comuns: Rhodophiala rhodolirion, Cistanthe grandiflora e Schizopetalon tenuifolium. Essas são apenas algumas das flores comuns, mas a lista de espécies é muito maior. A mudança não influencia apena a flora, as também a fauna, atraindo insetos e pássaros que não são comuns durante outros períodos do ano.

5626203441_e612f9577b_z-640x470

Por ser um evento que acontece apenas no Deserto do Atacama, muitos turistas e moradores locais se deslocam até lá para registrar essa beleza natural.