painelsolar

Redação Ecodesenvolvimento

O número de nações emergentes com políticas de expansão de energia renovável aumentou mais de seis vezes desde 2005. Atualmente, 95 países estão envolvidos em projetos no setor, segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

Um novo relatório da agência destaca que enquanto países em desenvolvimento aumentam seu apoio a essas políticas, o contrário ocorre na Europa e nos Estados Unidos.

China e Brasil

Novos investimentos globais em energia renovável e combustíveis chegaram a quase US$ 250 bilhões no ano passado. Os países líderes em energia renovável continuam sendo China, Estados Unidos, Brasil, Canadá e Alemanha.

Segundo o Pnuma, a capacidade de energia renovável alcançou a marca de 1,5 mil gigawatts em 2013, um novo recorde, já que foi 8% maior do que os números de 2012.

O estudo ressalva, no entanto, que a expansão das hidroelétricas brasileiras deve sofrer restrições devido às crescentes sensibilidades ambientais e a dificuldade relacionada à exploração dos recursos remanescentes em áreas remotas.

Energia solar

Mais de 22% da produção mundial de energia são provenientes de fontes renováveis. Em 2013, cerca de 6,5 milhões de pessoas no mundo trabalharam direta ou indiretamente no setor.

A capacidade de energia hidráulica subiu 4% no ano passado, com 1 mil gigawatts. Novas instalações de energia solar aumentaram em 32% e o Pnuma destaca “um crescimento espetacular da China”, que contribuiu com um terço do aumento das capacidades.