As 18 árvores artificiais gigantes foram construídas no jardim botânico Gardens by the Bay.  Foto :Grant Associates

As 18 árvores artificiais gigantes foram construídas no jardim botânico Gardens by the Bay.
Foto :Grant Associates

Redação Ciclovivo

Projetada pelo escritório de arquitetura britânico Grant Associates, as 18 árvores artificiais gigantes foram construídas no jardim botânico Gardens by the Bay, que ocupa 101 hectares da orla da baía de Cingapura, onde está nascendo o novo centro da cidade. As árvores têm função de servir como estrutura para jardins verticais, assim como captar água da chuva e abrigar dutos de ventilação para as estufas.

O Gardens by the Bay é o maior jardim botânico de Cingapura e faz parte do projeto de reurbanização da Marina Bay. O parque possui duas estufas, uma com biomas secos, com plantas de regiões de clima mediterrâneo como do Chile, África do Sul, Austrália, Califórnia e até mesmo Madagascar, e a outra com biomas úmidos, com vegetação advinda de regiões montanhosas de florestas subtropicais. Esta, possui até mesmo uma cachoeira artificial. Juntas, abrigaram 226 mil plantas e flores de todas as partes do mundo, cerca de oito mil variedades de espécies.

árvores artificiais gigantes

Um dos elementos mais marcantes do projeto são as árvores artificiais, com uma estrutura similar a das árvores, com altura entre 25 e 50 metros (cerca de nove a 16 andares). São ao todo 18 árvores cobertas com plantas tropicais, como orquídeas e bromélias, que têm função de atrair a biodiversidade de insetos e pássaros para a região.

Durante o dia, as árvores e suas enormes “copas” provem sombra e abrigo, diminuindo as ilhas de calor da cidade. Durante a noite, a copa das super árvores ganham vida com projetores e iluminação especial.

Trilhas de arvorismo aéreos conectam algumas árvores, assim os visitantes podem conhecer a estrutura a 50 metros de altura. Até um restaurante, com vista panorâmica para a baía e para os jardins, foi criado no topo de uma das árvores.

árvores artificiais gigantes

“Os jardins expõem novas tecnologias ambientais e um pensamento contemporâneo sobre como nós utilizamos os recursos naturais”, diz Andrew Grant diretor da Grant Associates.

 

Assista ao vídeo onde o arquiteto faz um passeio pelo parque (em inglês):