Diversidade de aves do Cerrado e Pantanal

Diversidade de aves do Cerrado e Pantanal

Por Fernando Pinto/ICMBios

Começa nesta segunda-feira (6), na Academia Nacional da Biodiversidade (Acadebio), em Iperó (SP), a Oficina de Avaliação do Estado de Conservação das Aves do Cerrado e Pantanal. A iniciativa é da Coordenação de Avaliação do Estado de Conservação da Biodiversidade (Coabio), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), e seguirá até a sexta-feira (10).

Esse trabalho é a  continuidade do processo de Avaliação do Estado de Conservação da Fauna Brasileira e contará com a participação de 14 especialistas de diferentes instituições nacionais que avaliarão o risco de extinção de 214 espécies de aves que ocorrem nesses dois biomas, utilizando o método de critérios e categorias da  União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). O resultado subsidiará a atualização da Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção.

A metodologia da IUCN avalia o risco de extinção das espécies, com base em informações sobre sua distribuição, tamanho, tendência da população e ameaças que afetam as espécies. Para cada espécie, é definida uma categoria que indica o seu nível de risco. É um conjunto de normas desenvolvido pela instituição que é considerada a maior rede mundial de conhecimento sobre meio ambiente.

 

About The Author

Noticiar o pensamento ecológico! Trazendo até vocês notícias e ideias que fazem a diferença para o meio ambiente e para a humanidade.