Homem na caverna de Son Doong; são 150 m de altura (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Homem na caverna de Son Doong; são 150 m de altura (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Gruta no Vietnã tem 9 km de extensão, 200 m de largura e 150 m de altura.
Só 224 turistas por ano podem entrar; visita dura 6 dias e custa US$ 3 mil.

Do G1

A caverna de Son Doong, no Vietnã, é tão grande que comporta uma floresta inteira, um lago e um rio em seu interior. Com 9 km de extensão, 200 metros de largura e 150 metros de altura, ela é considerada a maior caverna do mundo, segundo a British Cave Research Association. O ranking leva em conta o volume — calcula-se que algumas de suas mais de 150 câmaras comportariam um quarteirão inteiro de uma cidade, cheio de prédios de 40 andares.

Mas visitar esse lugar cobiçado pelos amantes do ecoturismo é para poucos. Para proteger a área, apenas 224 pessoas por ano têm permissão para fazer a visita – e, mesmo assim, é preciso estar acompanhado de uma equipe de guias e especialistas em segurança, além de pagar, no mínimo, US$ 3 mil (cerca de R$ 6,6 mil).

O passeio para até oito turistas é conduzido pela Oxalis, única agência autorizada a explorar o lugar. São seis dias de jornada: dois deles de caminhada dentro do parque nacional Phong Nha-Ke Bang, onde fica Son Doong, e os demais dentro da gruta.

Fósseis de 300 milhões de anos

Barracas no interior de uma das câmaras da caverna (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Barracas no interior de uma das câmaras da caverna (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Os participantes do passeio vão com roupas especiais, capacetes, cordas e lanternas. É preciso ter bom preparo físico: a única forma de entrar na caverna, que tem difícil acesso, é descer 80 metros de rapel.

Dentro da caverna há fósseis de 300 milhões de anos (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Dentro da caverna há fósseis de 300 milhões
de anos (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Lá dentro, monta-se um acampamento. Há banheiros improvisados, mas não dá para tomar banho. “Você vai ficar sujo. Vamos levá-lo a algumas áreas com água, mas não espere muito conforto. É um acampamento dentro de uma caverna!”, avisa o site da agência. Também é preciso ir preparado para encontrar, eventualmente, aranhas e cobras.

Mas o passeio promete compensações. Entre elas, a chance de ver penhascos de 250 metros de altura, estalactites e estalagmites também enormes, um lugar chamado “Jardim do Éden” e outro conhecido como “Grande Muralha do Vietnã”, além de fósseis de 300 milhões de anos de idade.

Príncipe

caverna de Son Doong_4

Homem na frente da caverna (Foto: Ryan Deboodt/Divulgação/Oxalis)

Estima-se que a caverna de Son Doong tenha sido criada há 2,5 milhões de anos, pela ação da água do rio erodindo no arenito dentro da montanha.

A gruta fica perto das montanhas Annamite, na província de Quang Binh, próxima à fronteira do Vietnã com o Laos. A cidade mais próxima é Son Trach. O nome Son Doong significa “rio da montanha”.

Neste ano, a primeira pessoa a explorar a caverna foi o príncipe de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos.